Dicas de economia para o Inverno em seu condomínio

O inverno está chegando, dia 21 de junho inicia a estação mais fria do ano, e é quando precisamos ficar de olho nos gastos. A temperatura em queda em todo o Brasil neste inverno, aliada às férias escolares, tem impacto direto nos gastos, chuveiro elétrico, banhos mais demorados para se aquecer, secador de cabelo, aquecedores de ambiente, torneiras com água aquecida, todas manobras para driblar o frio, mas podem se tornar vilões também no acréscimo no consumo de energia e gasto de água.

Pensando nisso separamos algumas dicas para que o seu condomínio passe pelo inverno tranquilo e ainda economize nos gastos de energia e água, além de ajudar na preservação do meio ambiente.

Vamos lá?!

Chuveiro Elétrico e a Gás

O chuveiro elétrico costuma ser o maior consumidor de energia de uma casa durante o inverno. Por isso, é importante evitar banhos longos para que a conta de luz não vá nas alturas. Se você possui chuveiro a gás, mesmo que economize na energia elétrica, pois não há gastos, é necessário ficar de olho no consumo de água neste caso. Alguns chuveiros demoram para esquentar, faça uma coleta pre-banho para não desperdiçar a água. Além disso o chuveiro a gás tem maior vazão de água, por isso tome banhos mais curtos

Lâmpadas

No inverno, há menos horas de luz solar e, por isso, é preciso muita atenção para não desperdiçar energia com a iluminação. Substituir as lâmpadas incandescentes e fluorescentes pelas de LED, que têm maior durabilidade e são mais econômicas, vai ajudar a reduzir o valor da conta de luz. Mas nunca é demais lembrar: ao sair de um ambiente, não se esqueça de apagar a luz.

Aparelhos eletroeletrônicos

Desligue seus aparelhos se não estiverem em uso. Muitas pessoas têm o hábito de deixar estes equipamentos de casa ou da empresa ligado ininterruptamente, a recomendação é desligar o aparelho sempre que for ficar mais de duas horas sem utilização.

Para Geladeira: Evite abrir a porta da geladeira toda hora, pois o ar quente entra e o motor do equipamento é obrigado a gastar mais energia para resfriá-la novamente. Para colocar ou retirar os alimentos, faça tudo de uma só vez. E não guarde comida e recipientes quentes na geladeira, pois isso aumenta o consumo de energia. Verifique se a borracha da porta está em boas condições, pois ela isola o interior do refrigerador e evita maior consumo de eletricidade.

Para a Máquina de Lavas: Na hora de lavar roupa, acumule o máximo de peças possível para usar a máquina de lavar. Isso ajuda a economizar energia e água.

E Ferro de passar roupas: Junte também o máximo de peças para passar de uma só vez,

E lembre-se: ao comprar um eletrodoméstico, procure o selo Procel ou etiqueta do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que indicam os produtos mais econômicos.

Já para a economia de água separamos algumas dicas importantes para as áreas comuns do condomínio.

Tenha cautela ao regar as plantas

Recomende ao jardineiro responsável pelas áreas verdes comuns e aos moradores que reguem as plantas durante a noite ou pela manhã bem cedo, quando a temperatura está mais amena, porém no inverno a rega deve ser menor, mas ainda sim mantê-las hidratadas.

Espalhe avisos pelo condomínio

A melhor forma de fazer com que os seus condôminos sejam mais responsáveis quanto ao uso da água é por meio da divulgação de informações. Por isso, experimente espalhar alguns cartazes e avisos pelos murais do local ou entregue como panfletos e correspondência.

Cubra a piscina quando ela não estiver em uso

O ideal é deixá-la coberta em horários nos quais os moradores geralmente não a utilizam. Além de fazer com que a água dure mais tempo na piscina, o trabalho de manutenção também será menor, já que a lona não deixará que folhas ou outro tipo de sujeiras entrem em contato direto com a água (e evita a proliferação do mosquito-da-dengue!).

Preste atenção aos vazamentos

Qualquer imóvel está sujeito a sofrer com vazamentos em canos internos, torneiras ou pias. Por isso, oriente seus condôminos a prestarem atenção nesses vazamentos e informarem o mais rápido possível. Assim, será possível solucionar o problema ante que evolua para problemas mais graves.

Verifique a caixa d’água

Esse tanque é muito importante, pois garante a quantidade e qualidade da água que os inquilinos consumirão. Por isso, procure manter a caixa d’água sempre limpa e verifique periodicamente se há algum tipo de vazamento ou qualquer outro tipo de dano. A cada 6 meses, consulte um especialista para verificar se tudo está realmente correto. Afinal, vazamentos nesse local podem não apenas causar um aumento na conta de água, mas também gerar racionamento dentro do condomínio.

E então, gostaram das dicas que separamos pra vocês?

Agora é só colocar em pratica para passar o inverno tranquilo sem desperdiçar energia ou água. Vamos começar uma verdadeira campanha contra o desperdício no seu condomínio?

 

Conselho de Condomínios da Gleba Palhano – ConGP